Roteiro: Paseo del Arte

img_7657
Joana Tiso e Guy Ladvocat Cintra / Entre tapas y cañas

Madrid reúne algumas das coleções de arte mais diversificadas e relevantes do mundo. No centro da cidade, numa das regiões mais bonitas da capital, você encontra o Paseo del Arte, que abriga três museus fundamentais e espaços culturais interessantes.

Museo del Prado, Museo Thyssen-Bornemisza e Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía formam o triângulo da arte de Madrid. O trajeto de um para o outro é curto e dá para visitar tudo num dia só. Sem contar que a caminhada por ali é sempre agradável.

Para quem planeja percorrer o triângulo, vale a pena comprar o abono Paseo del Arte. Custa 29,60 euros e é vendido pelos três museus (nos sites oficiais e nas bilheterias). Comprando o cartão você vai ter um desconto de 20% sobre as tarifas e o direito de visitar as três coleções no prazo de um ano.

Museo del Prado

img_7420-1
Joana Tiso e Guy Ladvocat Cintra / Entre tapas y cañas

O Prado, aberto em 1819, é o museu mais famoso de Madrid e uma das atrações turísticas mais visitadas da capital.

Prepare-se: as filas podem ser longas, principalmente nos horários com entrada livre (foto). Uma boa opção para quem não quer perder tempo é comprar o ingresso antecipadamente.

É o museu com a coleção de pintura espanhola mais completa do mundo. Por lá está As meninas, de Velázquez, entre outros clássicos. São 8.600 quadros e 700 esculturas reunidos num lugar lindo e cheio de história.

A entrada para a coleção permanente é gratuita das 18h às 20h de segunda a sábado e das 17h às 19h aos domingos e feriados. Confira todos os horários e preços aqui.

Museo Thyssen-Bornemisza

Do Prado até o Thyssen-Bornemisza são menos de cinco minutos a pé. Thyssen, o menos famoso do trio, tem uma coleção menor, mas imponente e variada, com Van Gogh, Caravaggio, Lichtenstein e muito mais. O acervo que vai do século XIII ao XX.

O museu surgiu de forma curiosa: a coleção pertencia à família do barão Thyssen-Bornemisza, que firmou um acordo com o estado espanhol para reunir o acervo num único local.

A entrada para a coleção permanente é livre às segundas das 12h às 16h. E, desde o dia 2 de janeiro, o acesso é sempre gratuito para menores de 18 anos. Confira todos os horários e preços aqui.

Uma dica: reserve um tempinho para passar na loja do museu. Vale a pena.

Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía

img_7417
Joana Tiso e Guy Ladvocat Cintra / Entre tapas y cañas

Em menos de 15 minutos você vai do Thyssen ao Reina Sofía, que está mais para o lado da bonita Estación de Atocha.

O museu conta bastante da história da arte contemporânea da Espanha e tem ótimas exposições temporárias. A estrela de sua coleção é Guernica, quadro fundamental de Picasso, mas há também obras de Dalí, Miró, entre outros gênios. É meu museu favorito de Madrid.

A entrada para a coleção permanente é gratuita de segunda a sábado (exceto terça) das 19h às 21h e aos domingos das 13h30 às 19h. Confira todos os horários e tarifas aqui.

CaixaForum e mais ofertas na região

A oferta cultural da região vai além dos locais mais famosos. Um programa interessante no Paseo del Prado, na mesma calçada do Thyssen, é o centro cultural CaixaForum Madrid. Foi o CaixaForum que recebeu a incrível exposição GENESIS, do fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado.

img_7660
Joana Tiso e Guy Ladvocat Cintra / Entre tapas y cañas

São mais de 2 mil metros quadrados de arte, além de uma livraria, um restaurante e uma cafeteria. Destaque para a fachada do edifício, que apresenta um grande e lindo jardim vertical.

A entrada para as exposições custa apenas 4 euros e é gratuita para clientes CaixaBank, como euzinha. Saiba mais aqui. A estrela da temporada 2018 no CaixaForum será a mostra Andy Warhol, el arte mecánico, com cerca de 350 obras e inauguração prevista para 1º de fevereiro.

Colado no CaixaForum está o MediaLab Prado, com uma fachada digital de 10×15 metros. É um local de produção, investigação e difusão de projetos culturais, com oficinas, seminários, debates etc. A entrada é gratuita.

Museo Nacional de Antropología, Museo Naval, Casa de América e CentroCentro, o centro cultural do imponente Palacio de Cibeles (sede da prefeitura de Madrid), são outras boas opções na zona do Paseo del Arte – todos perto do Museo del Prado.

Como chegar ao Paseo del Arte

Metrô Banco de España (se começar a caminhada pelo Prado) ou Atocha (se escolher o Reina Sofía como ponto inicial).

Extra: Espacio MIRÓ

img_7662
Joana Tiso e Guy Ladvocat Cintra / Entre tapas y cañas

Sou apaixonada por Miró, então vale o registro do Espacio MIRÓ, na Sala Fundación MAPFRE Recoletos, com uma coleção permanente do pintor, um dos mais importantes do século XX. São mais de 60 obras de Miró.

Se você estiver no Museo del Prado, é possível seguir caminhando até o Espacio MIRÓ, já que as regiões são vizinhas. O trajeto vai durar cerca de 15 minutos.

Fica no Paseo de Recoletos e a estação de metrô mais próxima é Colón, sendo que dá para chegar rapidinho de Banco de España também. Saiba mais aqui.

Joana Tiso e Guy Ladvocat Cintra / Entre tapas y cañas

13 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.