Maiores torcidas da Espanha e outras curiosidades

img_1450-2
Estádio do Real Madrid (Joana Tiso ./ Entre tapas y cañas

Os cinco clubes mais queridos da Espanha são os que têm mais títulos na liga nacional. Segundo o último estudo divulgado por aqui, no ano passado, 32,4% dos espanhóis torcem pelo Real Madrid e 24,7% do país escolhe o Barcelona. O Atlético de Madrid aparece logo depois, com 7,6% das preferências, seguido por Valencia (4,1%) e Athletic Bilbao (3,9%).

Sendo que Atlético de Madrid, Real Madrid e Barcelona (nesta ordem) lideram a lista de “segundo time favorito”. Uma observação: ter simpatia por uma outra equipe é mais comum por aqui do que no Brasil. O trio também é campeão em vendas de produtos oficiais – Madrid em primeiro, Barcelona em segundo e Atlético em terceiro.

855e7e54-182e-4df3-9d6a-201af9664053
Torcida do Real Madrid (Joana Tiso ./ Entre tapas y cañas)

Os cinco times mais populares do país somam 81 títulos pela LaLiga: Real Madrid com 33, Barcelona com 24, Atlético de Madrid com 10, Athletic Bilbao com 8 e Valencia com 6. São os maiores vencedores do campeonato espanhol. Aliás, quatro deles estão entre os primeiros colocados nesta temporada. Barcelona lidera com 11 pontos de folga (e um jogo a menos), seguido por Atlético de Madrid, Real Madrid (um jogo a menos) e Valencia.

Estatísticas históricas LaLiga

Conforme o mesmo estudo, realizado pela AIMC (Asociación para la Investigación de Medios de Comunicación), 64,6% dos espanhóis declaram gostar de algum clube. No Brasil o número é mais alto. Cerca de 80% da população torce por um time.

Destaque para o Betis, da Andaluzia, que não aparece entre as maiores torcidas, mas já é o quarto clube com mais sócios da Espanha, perdendo apenas para Barcelona (líder), Real Madrid (segundo) e Atlético de Madrid (terceiro).

Curiosidades

Torcida do Atlético de Madrid (Joana Tiso ./ Entre tapas y cañas)

A comunidade autônoma (como se fosse um estado brasileiro) com mais títulos e mais times na LaLiga é a Comunidade de Madrid. São 43 troféus (33 do Madrid e 10 do Atlético) e quatro clubes na primeira divisão atualmente: Atlético de Madrid, Getafe, Leganés e Real Madrid. O País Basco também têm quatro representantes, Alavés, Athletic Bilbao, Eibar e Real Sociedad, mas soma 10 títulos no total, sendo 8 do Athletic e 2 da Real Sociedad.

Atualizando: na temporada 2018-2019, a Comunidade de Madrid terá cinco representantes na primeira divisão pela primeira vez e será a região com mais clubes no torneio: o Rayo Vallecano, clube da capital com uma história bem legal (vale um post, aliás), se junta a Atlético de Madrid, Real Madrid, Getafe e Leganés.

Prometo, em breve, postar sobre minhas experiências em jogos do Real Madrid, do Atlético de Madrid (time que eu escolhi para torcer por aqui) e do Rayo Vallecano (que já conquistou minha simpatia).

10 comentários Adicione o seu

  1. romriocavalcante disse:

    Aguardando ansiosamente pelo texto sobre o Rayo Vallecano. E se não for pedir demais, você teria algum texto sobre Llagostera? Adoro a cidade, assim como o Club de Futebol. Desde já, agradeço.
    Obs: acho que sou o brasileiro mais espanhol que conheço.

    1. Joana Tiso disse:

      Hahahaha que máximo! Nunca fui a Llagostera, mas já to pesquisando sobre. Quanto ao Rayo, tá na lista de posts a fazer. Quero ir ao estádio, de preferência em dia de jogo, pra fazer umas fotos e descobrir mais sobre a história do clube e da torcida, que é bem legal 🙂

  2. João Vilian disse:

    gostei do texto, muito bom 😀
    Mas uma dúvida sobre a sua observação “ter simpatia por uma outra equipe é bem mais comum por aqui do que no Brasil.”

    isso tem pesquisa comprovando isso ou é achismo seu baseado no que você conhece? No Brasil é muito comum você torcer para um time local e para um time de São Paulo/Rio, ou as vezes até para um de cada. Eu mesmo, quando era criança, torcia Fortaleza, Corinthians e Vasco (um local, um de São Paulo e um do Rio de Janeiro). Hoje em dia sou só Fortaleza mesmo, mas essa prática é muito comum.

    Só escapa mesmo dessa história de torcer um segundo time São Paulo capital/Santos/Campinas, Rio de Janeiro capital, Curitiba, Porto Alegre, BH, Salvador, Recife e mais ou menos Fortaleza (ainda é grande a presença de pessoas em Fortaleza que torcem pra um local e um de fora, mas vem diminuindo muito nos ultimos anos)

    No interior dos estados de São Paulo, Rio, Minas e RS é comum você torcer para o time local e pra um grande da capital.

    1. Joana Tiso disse:

      Oi, João! Tudo bem?
      Desculpa a demora! Acabei me afastando do blog por um tempo. Sobre esse trecho, é uma percepção mesmo. Sou do Rio e moro em Madrid, então naturalmente meu ponto de vista tem a ver com o que observo nessas capitais, mas tenho família no interior do Rio e de Minas. Minha percepção vem de lá também. Óbvio que o Brasil é gigante e os costumes, inclusive no futebol, variam bastante. E, de fato, é muito comum ter um segundo time em algumas regiões do Brasil. Mas, mesmo assim, não percebo que seja tão frequente, pensando nos países como um todo, quanto na Espanha. Tanto é assim que as pesquisas sobre número de torcedores no Brasil não costumam abordar a questão de segundo time (não que eu lembre). Ou a imprensa não dá muito destaque pra isso na hora de publicar a pesquisa. Eu já trabalhei com jornalismo esportivo e lembro que o foco era maior nas preferências por região e por características dos torcedores, por exemplo. Na Espanha eu já vi mais vezes essa pergunta nas pesquisas e nas matérias sobre isso. Mas, como te disse acima, é um ponto de vista mesmo. De todo modo, não é “bem mais comum” por lá, como eu escrevi no texto. Vou ajustar essa parte, inclusive.
      Beijos e saudações vascaínas =)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.