Conexão em Madrid: o que visitar nas horas livres

barajas
Hola, Barajas (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)

Madrid é a porta de entrada e saída da Europa para muitos brasileiros. Caso você tenha uma conexão longa, com pelo menos cinco ou seis horas livres (descontando o tempo de sair do avião, passar na imigração etc.), sugiro deixar Barajas, o aeroporto madrilenho, para conhecer um pouquinho que seja a capital.

Se você optar pelo táxi, são 30 euros até o centro (valor fixo). O preço é o mesmo para a volta. Há, porém, boas opções de transporte público para quem prefere economizar: metrô, trem e ônibus especial, todos saindo do aeroporto.

Tempo estimado do aeroporto ao centro:

Táxi – aproximadamente meia hora.
Transporte público – entre 40 minutos e uma hora.

E, se o tempo for curto para um passeio no centro, uma alternativa é seguir de Barajas até o Santiago Bernabéu, estádio do Real Madrid. O trajeto dura apenas meia hora de metrô.

Barajas tem dois guarda-volumes, um no Terminal 1 e outro no Terminal 4, que funcionam o dia inteiro e com valores a partir de 6 euros. Os dois locais são da mesma empresa e você encontra as informações básicas aqui. É a solução para quem prefere deixar a bagagem de mão no aeroporto.

Ônibus de turismo

img_7658
Ônibus de turismo passando pelo Banco de España (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)

Está longe de ser unanimidade, mas é uma opção interessante para quem tem pouco tempo. Uma vantagem é poder saltar em qualquer parada e depois seguir no próximo ônibus. Tem duas empresas operando por aqui: Madrid City Tour e Madrid Bus Visión.

Madrid City Tour é o ônibus de turismo oficial e oferece duas rotas: Madrid histórico e Madrid moderno, ambas saindo na altura do Museo del Prado. Você pode comprar o bilhete ali mesmo ou no site (clique para comprar) e tem audioguia disponível em português. Dica: há um quiosque em frente ao Prado com informações da cidade.

Minha sugestão para quem quer conhecer os principais pontos turísticos de Madrid é pegar a primeira rota, que percorre o centro histórico. Mas, se você for apaixonado por futebol e fizer questão de passar pelo Santiago Bernabéu, vai ter que escolher o segundo trajeto. Na temporada de verão, de 16 de junho a 15 de setembro, a empresa disponibiliza um tour noturno a partir das 22h. Destacando que o bilhete é válido para todas as rotas.

Roteiros a pé

img_5757
Centro de Madrid (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)

Preparei dois pequenos roteiros para quem prefere conhecer o centro caminhando, apesar do pouco tempo. A boa notícia é que os principais pontos turísticos de Madrid ficam próximos e é possível fazer bastante coisa a pé.

Primeira opção (centro histórico)

Comece o passeio pela bonita Plaza de Cibeles, com sua fonte e seu palácio, que é a sede atual da prefeitura (repare no cartaz de boas-vindas aos refugiados). De lá, siga numa curtíssima caminhada até a Gran Vía. A centenária avenida não tem o glamour de antes, mas mantém sua arquitetura original e a importância econômica para Madrid.

Por ali você encontra uma penca de lojas: Primark, H&M, Zara, Mango etc. A maioria com bons preços e promoções frequentes. Escrevi sobre a Gran Vía neste post.

img_7990
Palacio de Cibeles (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)

Suba até Callao, basicamente no meio da avenida, e conheça a nossa pequena Times Square – com telões de LED e muito movimento. Em seguida, desça a Calle Preciados rumo à Puerta del Sol, um dos cartões-postais mais famosos de Madrid. Então pegue a Calle Mayor e siga em direção à Plaza Mayor, com seus 400 anos de história. De lá, parta rumo à Plaza de Oriente, onde fica o Palacio Real. Parece muita coisa, mas é tudo pertinho, pode confiar.

Caso ainda tenha tempo, encerre o primeiro roteiro com mais dois clássicos de Madrid: Plaza de España e Templo de Debod, que foi um presente do Egito e abriga o pôr do sol mais fotogênico da capital. Você vai levar pouco mais de cinco minutos a pé de uma praça até a outra. Para não se perder: a Plaza de España fica no fim da Gran Vía, do lado oposto à Cibeles, e está a dez minutos andando do Palacio Real.

dfde9a0f-2c13-4a6b-a32b-5803f47858ef
Templo de Debod (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)

Segunda opção (Paseo del Arte)

img_8033
Parque del Retiro (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)

Comece o passeio pelo Retiro, parque mais famoso de Madrid. O ideal é deixar o parque por seu portão principal, que dá na Plaza de la Independencia, de onde você pode ver a imponente Puerta de Alcalá e edifícios emblemáticos do centro de Madrid. Siga numa rápida caminhada até a Plaza de Cibeles, com sua fonte e seu palácio – sede da prefeitura e também um centro cultural.

Cibeles faz parte do Paseo del Arte, que abriga três museus fundamentais e espaços culturais interessantes. Madrid reúne algumas das coleções mais diversificadas e importantes do mundo. Se você curte o turismo de arte, não hesite em escolher o segundo roteiro.

Para quem planeja percorrer o triângulo formado por Museo del Prado, Museo Thyssen-Bornemisza e Museo Reina Sofía, vale a pena comprar o abono Paseo del Arte. Custa 29,60 euros e é vendido pelos três museus (nos sites oficiais e nas bilheterias). Comprando o cartão você vai ter um desconto de 20% sobre as tarifas e o direito de visitar as três coleções permanentes.

img_7417
Reina Sofía (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)

Comece o trajeto pelo Prado, pertinho de Cibeles, passe pelo Thyssen e termine no Reina Sofía, que está ao lado da Estación de Atocha. De lá você pode pegar trem, metrô ou ônibus especial de volta ao aeroporto. Mas só vale a pena entrar nos museus se você tiver uma conexão realmente longa. Caso contrário, escolha apenas um deles e aproveite o resto do tempo livre por lá. Aliás, eu escrevi sobre o Paseo del Arte neste link.

Atualizando: o Museo del Prado comemora seu bicentenário com uma programação superespecial ao longo de 2019, veja só.

Futebol

img_1450-2
Estadio Santiago Bernabéu (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)

Como destaquei lá em cima, uma alternativa aos apaixonados por futebol é seguir de Barajas até o Santiago Bernabéu, estádio do Real Madrid. De metrô você leva cerca de meia hora (pegue a linha 8 dentro do aeroporto, troque pela 10 em Nuevos Ministérios e siga até a parada Santiago Bernabéu). O tour do Bernabéu é considerado o melhor da Espanha. Veja mais informações neste link.

Já o Atlético de Madrid trocou há pouco o Vicente Calderón pelo Wanda Metropolitano, um estádio maior e mais moderno. Você também pode fazer um tour pela nova casa do Atleti (descubra mais).

4 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.