Domingo é dia de Rastro em Madrid (faça chuva ou faça sol)

Está em Madrid num domingo chuvoso e não quer abrir mão de conhecer o Rastro? Pegue o guarda-chuva e vá sem medo. El Rastro é o maior mercado a céu aberto da capital e também o mais famoso, concorrido e emblemático. É um programa clássico aos domingos – funciona nos feriados também – faça chuva ou faça sol. Mesmo. Há sabe-se lá quantos anos (ou séculos). Reza a lenda que há pelo menos 400 anos.

Você vai encontrar praticamente de tudo por lá: de antiguidades a figurinhas de futebol, passando por roupas, acessórios, leques, enfeites para casa, pinturas, filmes, livros e muito mais.

O Rastro é um dos pontos turísticos mais conhecidos de Madrid. Como faz parte da história da cidade, atrai também os madrilenhos, que costumam emendar o programa num dos muitos restaurantes ou bares das redondezas.

Por onde começar o trajeto?

Você pode começar por baixo, na Plaza del Campillo del Nuevo Mundo (metrô Puerta de Toledo), onde os locais se reúnem para comprar ou trocar figurinhas. Eu fiz isso com meu álbum da Copa neste ano. De lá, suba sentido Plaza del Cascorro, sem esquecer de percorrer as pequenas ruas ao redor. Dica: pare para tomar umas no Café Pavón ou comer algo saudável em La Encomienda.

A desvantagem deste trajeto é que você vai ter que encarar ladeiras sempre para cima. Por outro lado, vai terminar o roteiro em La Latina, um dos bairros mais boêmios e bonitos de Madrid.

Outra opção é começar o passeio na Plaza del Cascorro (metrô La Latina ou Tirso de Molina). Aproveite para comer ou beber algo por lá ou em La Latina, que fica ao lado. Algumas sugestões: La Barca del Patio, El Viajero e Juana La Loca.

Depois pegue a Ribera de Curtidores, artéria principal do mercado, e siga até Campillo del Nuevo Mundo, passando pelas ruelas em volta. Assim você só vai descer ladeiras.

Domingos e feriados das 9h às 15h.

Plaza del Cascorro em dia de chuva (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)
Frida no Rastro (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)
Eu tenho esses elefantinhos coloridos em casa (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)
Tem roupa para todos os gostos (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)
Uma das minhas barracas favoritas tentando se adaptar à chuva (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)
Troca de figurinhas na Plaza del Campillo del Nuevo Mundo (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)
img_9345-1
Uma pausa no Café Pavón é imperdível (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)
El Viajero tem uma das minhas terrazas prediletas em Madrid (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)
Domingo de chuva também é dia de Rastro e terrazas (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)
Cava Baja
Cava Baja é parada obrigatória aos boêmios

Leia também:

La Latina é amor e boemia

Roteiro em Madrid no domingo

Cinco bairros boêmios e imperdíveis

Roteiro de dois dias no centro de Madrid

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.