Roteiro: outono em Madrid

Ainda restam alguns dias de verão, mas setembro já tem cara de outono desde o início. Eu adoro acompanhar as transformações que cada nova estação provoca em Madrid. Do verão para o outono a mudança é radical, com dias mais curtos, frios e úmidos depois de meses extremamente secos e quentes – e com folhas cobrindo as ruas e os parques (lindeza).

Setembro e outubro são meses com temperaturas agradáveis e cores lindas durante o pôr do sol. O frio só começa a apertar em novembro, mesmo assim ainda é tolerável. O negócio complica em dezembro, já nas últimas semanas de outono. Aliás, confira também o meu roteiro de inverno em Madrid.

Além de trazer alívio depois das altas temperaturas no verão, o outono é uma época gostosa e cheia de eventos interessantes por aqui. As férias grandes acontecem no meio do ano na Espanha e muitos madrilenhos deixam a cidade para fugir do calorão sem praia da capital. Em setembro a vida volta ao normal e não faltam programas para curtir Madrid neste período.

Então aproveite que o clima está ameno para circular pela cidade durante a estação das folhas secas! =)

Qual é a melhor época para vir a Madrid?

Comes e bebes

tapapies
Facebook Tapapiés

Entre setembro e outubro tem um monte de evento para quem quer aproveitar a nova estação comendo e bebendo. Aliás, Madrid é um ótimo destino gastronômico em qualquer época do ano. O outono, em especial, é um período com vários festivais de comida pela cidade (há pouco rolou o Cómete las Ventas, na Plaza de Toros), sendo que o mais esperado é o Tapapiés, de 18 a 28 de outubro neste ano.

Funciona mais ou menos como o Comida di Buteco no Brasil. Só que por aqui o concurso é de tapas e concentrado num único bairro: Lavapiés, a região mais multicultural de Madrid. Dezenas de bares e restaurantes oferecem tapas elaboradas especialmente para a ocasião e travam uma batalha pelo título da melhor criação da temporada.

Mas não para por aí. No caso dos apaixonados por chocolate, todos os caminhos apontam para o Palacio de Cibeles, nos dias 14, 15 e 16 de setembro, quando acontece o Salón Internacional del chocolate de Madrid – uma feira doce, com direito a degustação e muito mais.

img_5537
Oktoberfest no Palacio Vistalegre (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)

Para quem busca eventos de bebida, o hit do outono é o Oktoberfest, que aqui é celebrado em dose dupla. Isso mesmo, são dois eventos quase que simultâneos em Madrid. Um deles acontece no Palacio Vistalegre, de 20 a 22 e de 27 a 29 de setembro (cerveja Paulaner), e o outro rola entre os dias 27 e 29 de setembro no WiZink Center (cerveja König Ludwig).

Aos adeptos da cerveja artesanal, o BeerMad 2018 é um programa insuperável. Esta é a quarta edição do evento, desta vez com 150 estilos de cerveja e 50 horas de música ao vivo, além comidinhas e cursos ao longo de quatro dias. De 11 a 14 de outubro na Caja Mágica.

Entre os dias 28 e 30 de setembro, no Museu del Ferrocarril, rola o MUFF (Mahou Urban Food Festival), promovido pela cerveja mais emblemática de Madrid. A Mahou foi fundada na capital em 1890 e está em basicamente todos os bares daqui. Voltando ao festival: é um evento que reúne gastronomia (destaque para o Goiko Grill), cerveja e música, bem no estilo que os madrilenhos gostam.

Outro planazo (programão), como dizem por aqui, é o Brunch in de Park, no Parque Enrique Tierno Galván, um dos meus preferidos em Madrid. De 23 de setembro a 21 de outubro, sempre aos domingos e começando às 13h, com DJs de música eletrônica e comidinhas variadas numa zona de food trucks. O parque fica em Legazpi, bairro que está na moda e atraindo investimentos.

Além das famosas terrazas, que já começam a se adaptar ao frio durante o outono, há muitos e imperdíveis mercados em Madrid. Entre eles, San Miguel, San Ildefonso, San Antón e Platea. Irresistível também, principalmente nos dias frios, é parar numa chocolateria para provar os tradicionais churros com chocolate quente (San Ginés, Valor e Chocolat são boas opções).

Parques e pôr do sol

É um programa clichê e, ao mesmo tempo, imperdível durante o outono – principalmente de setembro a novembro, antes da chegada do frio. Há muitos parques em Madrid e, se você mora aqui ou vem com tempo, sugiro que visite também os que ficam fora da zona turística. Algumas sugestões: El Capricho, Quinta de los Molinos e Juan Carlos I.

O parque mais central e famoso da cidade é o Retiro, cuja entrada principal fica em frente à emblemática Puerta de Alcalá. É imperdível! Aliás, escrevi sobre alguns dos meus parques favoritos no roteiro da primavera em Madrid, veja só.

Como contei lá em cima, o outono é uma das épocas com pôr do sol mais bonito por aqui. O céu de Madrid, que já é impressionante normalmente, ganha cores incríveis com a nova estação. Para curtir o entardecer, minhas dicas são Templo de Debod e Cerro del Tío Pio.

Templo de Debod (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)


JAZZMADRID 2018

São muitos eventos culturais nos próximos meses. O Festival Internacional de Jazz de Madrid, por exemplo, já virou tradição no outono, com artistas consagrados e novos nomes da cena jazzística ano sim e outro também. Além de shows, o projeto oferece filmes, exposições e debates sobre o gênero.

O centro cultural Conde Duque e o Fernán Gómez Centro Cultural de la Villa abrigam, de 6 a 30 de novembro, a maior parte dos eventos. Se você estiver por aqui, é um programa e tanto. Confira todos os shows neste link.

Clima natalino

Madrid acende a sua iluminação de Natal em mais de 80 ruas já no fim de novembro. A cidade fica ainda mais bonita e cheia de turistas. Você pode bater perna, aproveitando que o frio ainda não está intenso, ou pegar o Naviluz, ônibus que percorre muitas das ruas com decoração natalina. O trajeto dura entre 40 e 50 minutos, com início e fim na Plaza de Colón.

Aviso: a venda é online e os bilhetes acabam rapidinho. Antes de começar a vender eu volto aqui para acrescentar a informação.

Outro programa clássico no fim do ano é visitar o Mercado de Natal da Plaza Mayor, com cerca de 100 barraquinhas e tudo quanto é enfeite à venda. Costuma funcionar a partir do fim de novembro ou do início de dezembro, isto é, na reta final do outono, quando a cidade já ganha ares de inverno.

img_6768
Puerta del Sol em novembro (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)

Choveu: o que fazer?

Os madrilenhos gostam de fazer de tudo ao ar livre, mas o outono chega com dias mais úmidos (ufa) e pode chover vez ou outra. Geralmente é uma chuva leve que não vai atrapalhar tanto assim os seus planos. De todo modo, não custa pensar num plano B para não se molhar.

Sugiro que você aproveite os eventuais dias de chuva para conhecer os museus (Prado, Reina Sofía e Thyssen-Bornemisza são imperdíveis) e os centros culturais (CaixaForum, Matadero e La Casa Encendida são ótimos programas) da capital.

Outra opção é fugir da chuva nas muitas lojas de Madrid. Boa parte fica na Gran Vía e nas ruas ao redor (sendo que as de grife ficam no bairro de Salamanca). Mas, se o dia estiver feio mesmo, vá até o Plaza Río 2, o novo shopping de Madrid.

O espaço vai completar um ano em outubro e tem basicamente as mesmas lojas do centro, com excecão da Primark (faz falta, eu sei). Fica em frente ao parque Madrid Río e ao Matadero, ou seja, você pode visitar o centro cultural e o shopping numa tacada só. Aliás, o Matadero recebe o Festibal con b de bici nos dias 15 e 16 de setembro – mais um programa legal neste mês.

Matadero num dia cinza (Joana Tiso / Entre tapas y cañas)

Leia também:

Fiesta de la Trashumancia ou quando as ovelhas invadem o centro de Madrid no outono

2 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.